Iniciativa por uma Auditoria Cidadã à Dívida Pública

Temos vindo a assisitir nos últimos meses que em Portugal, na nossa vizinha Espanha e em outros países europeus, movimentos de cidadãos que se manisfestam, que prostestam e , mais importante, que discutem  e promovem outras soluções que não as tomadas pelos respectivos governos.

Deixo aqui o link da Iniciativa por uma Auditoria Cidadã à Dívida Pública.

http://www.auditoriacidada.info/

Julgo que é um caminho válido a percorrer. Seria bom que rapidamente ganhasse força popular de modo a ser impossível ignorar a iniciativa.

Não há mudança sem iniciativa.

 

Geração à rasca – 12 de Março de 2011

Diria “Gerações à Rasca”!

É sem dúvida um sinal de consciência civica. Um despertar colectivo. A tensão do protesto já existia, estava latente, e bastou alguém ter a ideia que logo se converteu num protesto de todas as pessoas, de todas as gerações.

Que sementes foram lançadas hoje? Porque esta manifestação fará maior sentido se for um começo. O começo da participação activa dos cidadãos. É bom que se perceba que está nas nossas mãos a capacidade de mudança efectiva. O “sistema” corrupto só sobrevive se os cidadãos deixarem-se subjugar.  Se participarem no colectivo por uma politica séria, com principios, assente numa ética reconhecida como base, como estrutura da vida de uma comunidade multi-cultural, então em pouco tempo vamos ver a luz ao fundo do túnel.

Não nos vamos iludir: Os próximos anos vão ser muito preocupantes! Materialmente vamos viver bem pior. Contudo, existe esta oportunidade de vivermos com o sentido da solidariedade, com o sentido da Justiça (por onde pode começar a reforma deste país…), com sentido mais profundo de Ser Português. Voltarmos às nossas raízes, à nossa cultura. Aí estará a felicidade comunitária.

E é fácil limpar a  classe politica! Basta querermos! Encolher os ombros e  não votar é mais fácil. A politica é nobre. Porque é que não experimentamos?!!!

Hoje estou muito contente!

Caminhamos alegremente para o Grande Irmão

Para quem vai aderir ao

cartão único:
 

 

 Assim vai ser o nosso futuro!!!

– Telefonista: Pizza Hut, boa noite!

– Cliente: Boa noite, quero encomendar Pizzas…

– Telefonista: Pode-me dar o seu NIN?

– Cliente: Sim, o meu Número de Identificação Nacional é o 6102 1993 8456 5463 2107.

– Telefonista: Obrigada, Sr. Lacerda. O seu endereço é na Avenida Paes de 
Barros, 19, Apartamento 11, e o número do seu telefone é o 21549 4236, certo? 
O telefone do seu escritório na Liberty Seguros, é o 21 574 52 30 e o seu telemóvel
é o 96 266 25 66, correcto?

– Cliente: Como é que conseguiu todas essas informações?

– Telefonista: Porque estamos ligados em rede ao Grande Sistema Central.

– Cliente: Ah, sim, é verdade! Quero encomendar duas Pizzas: uma Quatro 
Queijos e outra Calabresa…

– Telefonista: Talvez não seja boa ideia…

– Cliente: O quê…?

– Telefonista: Consta na sua ficha médica que o senhor sofre de hipertensão 
e tem a taxa de colesterol muito alta. Além disso, o seu seguro de 
vida proíbe categoricamente escolhas perigosas para a saúde.

– Cliente: Claro! Tem razão! O que é que sugere?

– Telefonista: Por que é que não experimenta a nossa Pizza Superlight, com 
Tofu e Rabanetes? O senhor vai adorar!

– Cliente: Como é que sabe que vou adorar?

– Telefonista: O senhor consultou a página ‘Receitas Gulosas com Soja’ da 
Biblioteca Municipal, no dia 15 de Janeiro, às 14:27 e permaneceu 
ligado à rede durante 39 minutos. Daí a minha sugestão…

 Cliente: Ok, está bem! Mande-me então duas Pizzas tamanho familiar!

– Telefonista: É a escolha certa para o senhor, a sua esposa e os vossos 
quatro filhos, pode ter a certeza.

– Cliente: Quanto é?

– Telefonista: São 49,99.

– Cliente: Quer o número do meu Cartão de Crédito?

– Telefonista: Lamento, mas o senhor vai ter que pagar em dinheiro. O 
limite do seu Cartão de Crédito foi ultrapassado.

– Cliente: Tudo bem. Posso ir ao Multibanco levantar dinheiro antes que 
chegue a Pizza.

– Telefonista: Duvido que consiga. A sua Conta de Depósito à Ordem está com 
o saldo negativo.

– Cliente: Meta-se na sua vida! Mande-me as Pizzas que eu arranjo o 
dinheiro. Quando é que entregam?

– Telefonista: Estamos um pouco atrasados. Serão entregues em 45 minutos. 
Se estiver com muita pressa pode vir buscá-las, se bem que transportar 
duas Pizzas na moto, não é lá muito aconselhável. Além de ser perigoso…

– Cliente: Mas que história é essa? Como é que sabe que eu vou de moto?

– Telefonista: Peço desculpa, mas reparei aqui que não pagou as últimas 
prestações do carro e ele foi penhorado. Mas a sua moto está paga e 
então, pensei que fosse utilizá-la.

– Cliente: Foooddddddd…….!!!!!!!!!

– Telefonista: Gostaria de pedir-lhe para não ser mal educado… Não se 
esqueça de que já foi condenado em Julho de 2006 por desacato em 
público a um Agente da Autoridade

– Cliente: (Silêncio).

– Telefonista: Mais alguma coisa?

– Cliente: Não. É só isso… Não. Espere… Não se esqueça dos 2 litros de 
Coca-Cola que constam na promoção.

– Telefonista: O regulamento da nossa promoção, conforme citado no artigo 
095423/12, proíbe a venda de bebidas com açúcar a pessoas 
diabéticas…

– Cliente: Aaaaaaaahhhhhhhh!!!!!!!!!!! Vou atirar-me pela janela!!!!!

– Telefonista: E torcer um pé? O senhor mora no rés-do-chão…! 
 

Depois não digam que eu não avisei!
 

(Li, hoje, este texto e senti-me obrigado a publicá-lo aqui por identificar um perigo que os autores deste blog receiam.)